segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

LEVAR JESUS NO CORAÇÃO PARA FAZÊ-LO NASCER PARA OS OUTROS A EXEMPLO DE MARIA

 
21 De Dezembro

Leitura: Lc 1,39-45

39Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. 40Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. 41Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre!” 43Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? 44Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. 45Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.
****************


Maria, Portadora Da Salvação


Maria atravessando Palestina de norte para o sul com o Filho de Deus em suas entranhas, e chegando à casa de Zacarias e provocando ali cenas de entusiasmo é uma imagem muito sugestiva. Maria tinha dito seu Sim ao plano de Deus e tinha aceitado ser fecundada pelo Espírito, e por isso, Maria é portadora da salvação, Maria é fonte de alegria. Isso nos leva a nos perguntarmos: será que somos também portadores da alegria da salvação? Para sê-lo, temos que dizer sim ao plano de Deus e deixar que o Espírito Santo nos fecunde.


Duas mulheres benditas, Maria e Isabel, esperam um menino que é fruto de uma intervenção especial de Deus, pois Isabel conseguiu ficar grávida na sua velhice e Maria ficou grávida sem intervenção nenhum de homem na sua virgindade. Por isso, o fruto que contemplam não é delas mesmas e sim de todo o povo segundo o plano de Deus do qual elas e seus filhos são instrumentos de Deus para salvar seu povo. Isabel recebeu o dom inesperado da maternidade, mas se inclina diante de uma maternidade maior que a sua, a maternidade de Maria e por isso, bendiz a Maria. E Maria lhe responde bendizendo a Deus de Quem vem toda graça. A particularidade dessa duas mulheres, por serem benditas de Deus, as duas estão cheias de Espírito Santo.


Maria Serve Com Dignidade

      
O evangelista Lucas nos relatou que Maria “se dirigiu apressadamente”. A expressãoapressadamenteaqui tem muitos significados: zelo, diligência, empenho, cuidado, seriedade, dignidade. No sentido teológico, a pressa de Maria é um reflexo da sua obediência, como serva e discípula fiel, em relação ao plano que lhe foi revelado pelo anjo, um plano que previa a gravidez de Isabel.


Maria é uma mulher que se põe em caminho com dignidade, com cuidado, com prontidão. Não o faz para satisfazer uma necessidade pessoal: ela faz para servir sua parenta, Isabel, que está grávida e que necessita de uma ajuda. Ela faz tudo com dignidade como uma irmã. Maria é de Deus e por isso, ela é do povo e para o povo. Maria é mulher de nossa história, aberta a Deus e aos seres humanos. Viveu sempre em atitude de gratuidade e de doação. Servir é adorar em ação. Será que fazemos tudo, a exemplo de Maria, com dignidade, com cuidado e com prontidão?


Encontro De Duas Pessoas Benditas


Na Anunciação o Anjo do Senhor “entrou” na casa de Maria e a “saudou”. Nessa visita Maria fez a mesma coisa: ela “entrou” na casa de Zacarias e saudou a Isabel. É a saudação da Mãe do Senhor para a mãe do Precursor do Senhor. A saudação de Maria comunica o Espírito a Isabel e ao menino. A presença do Espírito Santo em Isabel se traduz em um grito poderoso e profético: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu” (Lc 1,42-45). Aqui Isabel fala como profetisa: se sente pequena e indigna diante da visita daquela que leva em seu seio o Senhor do universo. Sobram as palavras e explicações quando alguém entra na sintonia com o Espírito. Maria leva no seu seio o Filho de Deus concebido pela obra do Espírito Santo. E a presença do Espírito Santo em Isabel faz com que Isabel glorifique a Deus. Por isso, o encontro entre Maria e sua prima Isabel é uma espécie de “pequeno Pentecostes”. Onde entra o Espírito Santo, ai entra também paz, alegria e vida divina.


A de Maria É a Missionária

 
A Mãe de Deus que leva Jesus em seu seio é a causa de alegria. Segundo M. Descalzo, a viagem de Maria para visitar Isabel foi “a primeira procissão do Corpus Christi”. O corpo de Maria foi o ostensório vivo e precioso que carrega por primeira vez o Corpo de Cristo. Mas se nos mergulharmos um pouco mais no mistério, descobriremos que, na verdade, Maria é levada por Aquele que ela leva no seu ventre.

          
Quando Deus entra e atua na história de uma pessoa e tem realmente Jesus no coração, esse mesmo Jesus vai levar essa pessoa ao encontro dos outros, especialmente aos necessitados para partilhar a alegria e a esperança e irradiará e santificará os que dela se aproximarem. Quando estivermos cheios de Jesus Cristo em nosso coração, a nossa presença traz alegria e a paz para a convivência. A ausência de Cristo em nosso coração produz problemas na convivência. O encontro de duas pessoas benditas sempre causa alegria: Maria causa alegria em Isabel e Jesus em pequeno João Batista. Ao contrário, o encontro de duas pessoas não benditas sempre causa angústia e mal-estar na convivência. Cada cristão deve fazer os encontros felizes e alegres com os outros. E isso pode acontecer se houver lugar para Cristo em nosso coração. Precisamos engravidar Jesus Cristo para fazê-lo nascer para os outros. Por isso, vale a pena cada um se perguntar: Que tipo de encontro que fazemos diariamente: de pessoas benditas ou de pessoas não benditas?


P. Vitus Gustama,svd


Nenhum comentário: